Blog, Dicas

Quais medidas seu condomínio deve tomar na quarentena?

junho 22, 2020

Saiba como os síndicos e moradores podem agir para evitar a propagação do vírus no condomínio

Um dos assuntos mais comentados dos últimos tempos, como se proteger do coronavírus têm sido pauta nas mais diversas esferas e os condomínios não ficam de fora dessa. 

Como principal forma de combater a propagação do vírus, evitar aglomerações, utilizar máscara de proteção, luvas e o uso do álcool em gel são medidas que já fazem parte do nosso cotidiano. 

No entanto, quando se trata de convivência em grupo, como é o caso dos condomínios, há outras ações que podem ser aplicadas para diminuir os riscos de contágio entre os vizinhos, e é justamente sobre isso que falaremos hoje.

Ações preventivas para condomínios

Assim como nos demais lugares, evitar aglomerações é a principal recomendação de saúde e deve ser adotada nas principais áreas do condomínio para garantir a saúde dos moradores. 

No entanto, para cumprir essa tarefa de forma eficaz, os síndicos podem realizar ações preventivas como:

Fechar as áreas comuns de aglomeração

O ideal é que áreas comuns de lazer comuns do condomínio sejam fechadas para evitar que os moradores se reúnam nesses espaços. 

Academias de ginástica, piscina, sala de jogos, quadras de esporte, playgrounds e salões de festa devem ser mantidos lacrados até segunda ordem. 

Disponibilizar álcool em gel 

Sendo uma das medidas mais eficazes para combater o vírus, a higienização das mãos é fundamental, principalmente nas áreas onde a circulação de pessoas é inevitável. 

Neste sentido, cabe ao condomínio disponibilizar álcool em gel em pontos estratégicos como o hall de entrada, portaria, elevadores e outros corredores por onde os moradores possam circular. 

Optar por reuniões e assembleias virtuais

Para que as tradicionais reuniões de condomínio continuem acontecendo, seguindo as recomendações de segurança e saúde, é possível realizá-las através de uma plataforma online. 

Dessa forma, outras medidas podem ser decididas em conjunto, sem que para isso as pessoas precisem colocar sua saúde em risco. 

Obras e mudanças só em caso de emergência

Outra medida que deve ser tomada é em relação às obras e mudanças no condomínio. O ideal é que se oriente os moradores para que elas só sejam realizadas em caso de extrema necessidade, como por exemplo se houver algum tipo de vazamento ou medida de segurança. 

Orientações gerais de segurança 

Também é dever dos síndicos e do condomínio orientar os moradores sobre as medidas de segurança e contenção do vírus. 

Para isso, o recomendado é que os informes e a comunicação seja feita nas áreas comuns do prédio, instruindo os condôminos sobre: 

  • A importância de lavar as mãos e higienizar tudo o que vem da rua;
  • A utilização de máscaras de proteção, principalmente nas áreas comuns como elevadores, garagem e hall de entrada;
  • A notificação sobre os displays de álcool em gel disponibilizados;
  • A recomendação de utilizar o elevador apenas 1 família por vez, se possível com um metro de distância umas das outras;
  • Notificação do condomínio em caso de qualquer suspeita ou confirmação de caso da Covid-19. 

Além disso, é importante que seguindo as normas de segurança e com a devida proteção, as áreas comuns sejam higienizadas regularmente, para evitar a propagação do vírus. 
Gostou das dicas? Agora que você já sabe como se proteger do coronavírus no seu condomínio compartilhe as dicas com quem também mora em um apartamento no Rio de Janeiro!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário